P2P para empresas: como funciona o empréstimo consignado privado?

16 de setembro de 2022

Invista em algo diferente

Vem pra Fido »

Precisando de empréstimo?

Vem pra Fido »

Modalidade de crédito tem juros mais baixos do que as convencionais e pode ser usada como benefício oferecido pelos empregadores aos colaboradores.

O endividamento é algo que prejudica a produtividade, mas o empréstimo consignado privado pode ser uma solução ofertada pelas empresas para ajudar o funcionário. Afinal, já passou o tempo de que o foco era apenas empregar, sem dar atenção a parte humana e de relacionamento com os colaboradores. 

Continue a leitura, entenda como funciona essa modalidade e como ela pode impactar no seu negócio. Neste artigo você vai ver:

  • Como funciona o empréstimo consignado privado;
  • O cenário com carteira assinada no Brasil;
  • Como as empresas devem proceder;
  • Os limites legais do empréstimo;
  • Como são calculadas as parcelas e os prazos para pagamentos;
  • Existem benefícios para empresas e colaboradores;
  • Porque é importante ficar atento às nossas dicas de educação financeira.

Como funciona o empréstimo consignado privado?

Uma pesquisa do Serasa, indica que o número de endividados no Brasil, chegou a 62 milhões em 2021. Estar nessa situação é algo que impacta diretamente em várias áreas da vida familiar ou profissional. 

Mas, há uma forma das empresas facilitarem essa ponte entre colaborador e instituição financeira, são os empréstimos consignados privados. Eles são exclusivos para quem trabalha em regime CLT (com carteira assinada) e são feitos através de um convênio entre a empresa e uma instituição financeira. Ou seja, sem a necessidade de ser um banco e muito menos algo informal.

Trabalhadores com carteira assinada no Brasil

Dados do IBGE divulgados em abril de 2022, apontam que há 41,4 milhões de pessoas empregadas no Brasil, com registro em carteira. Outra pesquisa do órgão, essa de 2017, informa que cerca de 2,9% dos empregados possuem algum tipo de dívida financeira com o empregador

Porém, grande parte destes empréstimos é feito de forma informal, podendo gerar problemas jurídicos para os empresários no futuro. Existem formas legais de praticar este método de empréstimos, desde que vinculados a alguma instituição financeira que intermedie e faça o controle dos contratos, para que sejam descontados na folha de pagamento.

Como as empresas precisam proceder?

Os empresários podem efetuar empréstimos pessoais para seus colaboradores de forma legal e com taxas atrativas. Ou seja, sem a necessidade de recorrer a bancos ou a processos informais. 

A lei permite que o empregador faça empréstimos pessoais para seus colaboradores, porém, mediante intermediação de uma instituição financeira credenciada junto ao Banco Central. Somente dessa forma o pagamento das parcelas poderá ser feito através do desconto em folha, caracterizando uma modalidade chamada de empréstimo consignado privado. Para isso, a empresa e a instituição precisam firmar contrato.

Limites legais

A modalidade de empréstimo consignado é legal e, portanto, existem regras. Nesse sentido, a lei 10.820/2003 regulamenta e estipula o máximo de desconto em folha para quem contrata. O percentual máximo de comprometimento é de 30% do valor do salário líquido (já com os descontos) e pode ser dividido em um ou mais contratos.

Como são calculadas as parcelas?

Não há um valor pré-fixado para as parcelas de um empréstimo consignado. O que é preciso calcular é o percentual máximo previsto em lei. Ou seja, se o colaborador recebe R$ 2,5 mil líquidos por mês, o cálculo será feito considerando 30% desse valor. É necessário multiplicar 2.500,00 por 0,3 e assim a parcela giraria em torno de R$ 600,00. Caso o colaborador tenha fatura de cartão de crédito descontada do salário, a margem máxima é de 5%, mesmo assim é possível contratar um empréstimo.

Prazo de pagamento

Em média, o prazo de pagamento para empréstimos consignados é de até cinco anos ou 60 meses. O valor das parcelas é fixo e não sofrerá alteração com o passar do tempo. É possível fazer a quitação antecipada e após o empréstimo ser pago, o colaborador poderá tomar outro.

Benefícios para a empresa que oferece o empréstimo

As empresas que emprestam dinheiro para seus colaboradores, tem benefícios bem interessantes. Isso incentiva cada vez mais empresários a adotarem essa dinâmica dentro dos seus negócios. Entre algumas das vantagens, podemos listar: 

Ajuda o colaborador a se reorganizar

Em primeiro lugar, é preciso entender que o endividamento atrapalha a vida e a produtividade do colaborador. Quando uma empresa oferece o empréstimo consignado privado como um benefício, ela está ajudando o seu funcionário a se reorganizar com responsabilidade. Afinal, o valor descontado das parcelas ficará no limite considerado ideal para que não haja super endividamentos. E assim, ele poderá colocar suas finanças em ordem.

Melhora no engajamento

Em segundo lugar, um colaborador que tem acesso a um empréstimo consignado privado, terá mais chances de colocar a vida financeira em dia e mais chances de querer se manter no emprego. No geral, a oferta de benefícios aos colaboradores desperta maior engajamento e senso de pertencimento à empresa.

Sem custos para a empresa

A opção de oferecer empréstimos consignados aos colaboradores não gera custos para as empresas. Elas são apenas intermediadoras, por meio de convênio com as instituições financeiras. Mesmo que o funcionário tomador do empréstimo seja desligado, a empresa não terá custos.

Benefícios para os colaboradores

E por fim, os trabalhadores também recebem benefícios que vão além do empréstimo em si. Entre elas podemos citar:

  • Forma de obter crédito acessível: é oferecido para todos os tipos de trabalhadores, mesmo com o nome negativado.
  • Menos burocracia na hora da contratação: mais facilidade para o crédito ser aprovado e o dinheiro é liberado com agilidade.
  • Pagamento simplificado: o desconto direto em folha evita atrasos e inadimplência.
  • Parcelamento flexível: o tomador poderá suspender o início do pagamento das parcelas por até quatro meses, de acordo com as normas do Banco Central.
  • Taxa de juros: pelo histórico das taxas de juros divulgadas pelo Banco Central, nota-se que os juros do crédito consignado são em torno da metade dos aplicados em empréstimos convencionais. Isso porque a inadimplência é mais baixa, em relação ao não consignado.

Fique atento às nossas dicas

Uma das formas de se evitar o endividamento é através da educação financeira. Ou seja, é por meio dela que as pessoas passam a ter consciência de como é possível se organizar e o que elas precisam fazer para serem financeiramente saudáveis. Se você quer saber mais sobre o assunto, acompanhe periodicamente nosso blog.

Dia das Crianças: precisamos falar sobre educação financeira para os pequenos

Seu filho começa a entender a importância do dinheiro depois dos sete anos, mas a educação pode começar antes. Os pequenos absorvem conhecimento com muita facilidade, isso vale também para ensinar educação financeira para crianças. Por isso, especialistas do mundo inteiro falam que essa é a melhor idade para começar a aprender sobre o assunto, […]

Educação financeira: 7 dicas para viajar com pouco dinheiro

Sair da rotina é um dos benefícios de fazer uma viagem, mas saiba que com planejamento é possível tirar sonhos do papel. Conhecer novos lugares faz bem para a alma e há formas de viajar com pouco dinheiro. Isso porque, o Brasil é grande e o mundo, maior ainda. Por isso, com planejamento, haverá sempre […]

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de nossa Política de Privacidade e autoriza a Fido a utilizar suas informações de contato para envio de conteúdos.
A Fido existe pra você!
Geralmente, um banco só oferece um bom empréstimo para quem já tem dinheiro, não é mesmo? E quem precisa de uma ajuda nessas horas, encontra dificuldade, taxas escondidas e juros insustentáveis.
Já quem quer investir suas economias, escolhe entre aplicar em renda fixa, com rendimentos baixos, ou enfrenta a alta volatilidade da bolsa.
A Fido nasceu com o propósito de fazer o dinheiro fluir entre as pessoas. Acreditamos que a relação com o dinheiro deve ser equilibrada, com juros justos para quem precisa e rentável para quem investe.
Seja a transformação! Faça parte da comunidade Fido!
Conecte-se com a gente
contato@fido.com.vc
Entre em contato pelo site
Mantenha-se informado
Cadastre-se para receber nossos conteúdos e atualizações por e-mail
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram