Como melhorar a pontuação do seu score? Não acredite em milagres!

2 de fevereiro de 2021

Invista em algo diferente

Vem pra Fido »

Precisando de empréstimo?

Vem pra Fido »

Ter uma boa pontuação no score de crédito pode significar acesso mais fácil a empréstimos e financiamentos. Por isso, os consumidores estão cada vez mais atentos aos fatores que podem diminuir ou aumentar essa pontuação.

Já ouviu falar em pontuação do score de crédito? Em resumo, é uma “pontuação” que empresas gestoras do cadastro positivo atribuem às pessoas de acordo com o comportamento delas nas instituições financeiras, hábitos de compra, entre outros. A ideia é medir a capacidade dessas pessoas em arcar com seus compromissos financeiros.

Em teoria, pessoas com score mais alto apresentam índices de adimplência maiores. Portanto, um empréstimo ou financiamento a essas pessoas teriam um menor risco. Por outro lado, aquelas com score mais baixo representam maiores chances de inadimplência.

Ao contrário do que muita gente acredita, não existe uma fórmula mágica para melhorar a pontuação do seu score. Mas determinados comportamentos, enquanto consumidor, podem ajudar a elevá-lo.

Bora descobrir quais? Neste artigo você vai ver:

  • O que fazer para melhorar a pontuação do score de crédito;
  • Comportamentos que são bem vistos na pontuação;
  • Empresas podem ter critérios próprios de score

Bom nome na praça: hoje tudo está conectado

Antigamente, para se ter um “bom nome na praça”, bastava pagar as contas corriqueiras em dia (água, luz, telefone, aluguel) e a quitanda do bairro que já estava tudo certo. Caso fizesse uma dívida em outro estado e não pagasse, dificilmente seria prejudicado no acesso a crédito. Isso porque as empresas não consultavam cadastros onde é possível ver todo o histórico de compra de um determinado consumidor.

Hoje em dia, com tudo em rede, uma dívida assumida em qualquer lugar - e não paga - é facilmente comunicada às gestoras do cadastro positivo. A partir disso elas podem "negativar" aquele cliente e, consequentemente, diminuir sua pontuação no score.

Mas o que é avaliado na pontuação do score?

As empresas que fazem isso no Brasil são a Serasa, Quod, Boa Vista e SPC Brasil. E, acredite: cada uma delas tem critérios próprios para elevar ou diminuir a pontuação. No geral, o que é avaliado é o comportamento do consumidor junto às instituições financeiras. 

Essas empresas também são conhecidas como “birôs reputacionais”. Autorizadas pelo Bacen, elas oferecem a qualquer cliente a possibilidade de consultar o score gratuitamente.

Isso pode diminuir seu score

Não pagar dívidas não é a única coisa que diminui sua pontuação - que, no geral, vai de 0 a 1.000 (sendo 0 = muito ruim e 1.000 = muito bom). Até alguns comportamentos normais, corriqueiros, podem prejudicar. Quer um exemplo? Pessoas fazem muita consulta de crédito, mesmo que não vá pegar algo emprestado, podem ter a pontuação diminuída, pois passam a mensagem de que estão passando por momentos de instabilidade financeira.

Mas isso aqui pode ajudar a aumentar a pontuação

Por outro lado, pagar tudo na data certa não é o único requisito para aumentar o score. Colocar as contas no débito automático é uma delas. Preciso colocar todas? Não. Mas aquelas que você sente segurança em colocar, por que não? Ter contas em seu nome também é bom. Desde que pagas em dia, demonstra que você tem bom poder de compra.

Sendo assim, em ambos os casos você não precisa comprar nada além do que já compra para melhorar a pontuação do seu score. Débito automático pode virar um hábito. Ter contas no próprio nome, outro hábito.

Bom score garante acesso a empréstimos?

Não necessariamente. Assim como os birôs reputacionais têm suas metodologias para classificar um consumidor, as empresas que dão acesso a crédito também podem ter as delas. Ou seja, criando uma espécie de “score particular”. Deste modo, não fique chateado se você tem uma boa pontuação num SPC Brasil, por exemplo, mas teve o crédito negado. 

A aprovação não é automática. No entanto, ter boa reputação nesses birôs é extremamente recomendável, pois embora não sejam determinantes na hora de uma concessão, eles também podem ser levados em consideração no momento da análise.

Dicas para melhorar a pontuação do score

Há muitas maneiras de fazer isso. De acordo com a Serasa - que tem a maior base de dados desse tipo na América Latina -, os fatores decisivos para melhorar a pontuação do score são:

  1. Pagar as contas sempre em dia;
  2. Manter o nome limpo;
  3. Criar seu Cadastro Positivo (cadastrando-se na Serasa, Quod, Boa Vista ou SPC);
  4. Manter atualizados os dados que preencheu no Cadastro Positivo.

Feito isso, é só pisar no freio na hora das compras e compreender que seu salário não vai crescer na mesma velocidade com que deseja gastar dinheiro - antes fosse assim. Na vida real, é preciso adequar os gastos de acordo com os ganhos. Caso contrário, adeus crédito!

Blog da Fido

Se gostou dessas dicas, fica o convite para acessar o nosso blog. Toda semana publicamos um conteúdo novo para te ajudar a fazer bonito nas finanças!

9 conselhos para não estourar o seu teto dos gastos em 2023

Atitudes simples podem ser o início para conseguir equilibrar as contas pessoais e ter um ano tranquilo e equilibrado. Todo o orçamento precisa de um teto de gastos. Essa expressão é muito comum quando se fala em contas públicas, porém é algo que deve ser observado inclusive nas contas familiares. Quer saber como não estourar […]

5 promessas de ano novo que a as pessoas dificilmente cumprem

Mudar a maneira de pensar e agir pode ser fundamental para alcançar êxito nas resoluções de fim de ano. 2023 está batendo na porta e com ele, as promessas de ano novo. Sejam elas, cuidar da saúde, das finanças, viajar, reclamar menos e agradecer mais. Enfim, a lista que se faz é enorme em todas […]

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de nossa Política de Privacidade e autoriza a Fido a utilizar suas informações de contato para envio de conteúdos.
A Fido existe pra você!
Geralmente, um banco só oferece um bom empréstimo para quem já tem dinheiro, não é mesmo? E quem precisa de uma ajuda nessas horas, encontra dificuldade, taxas escondidas e juros insustentáveis.
Já quem quer investir suas economias, escolhe entre aplicar em renda fixa, com rendimentos baixos, ou enfrenta a alta volatilidade da bolsa.
A Fido nasceu com o propósito de fazer o dinheiro fluir entre as pessoas. Acreditamos que a relação com o dinheiro deve ser equilibrada, com juros justos para quem precisa e rentável para quem investe.
Seja a transformação! Faça parte da comunidade Fido!
Conecte-se com a gente
contato@fido.com.vc
Entre em contato pelo site
Mantenha-se informado
Cadastre-se para receber nossos conteúdos e atualizações por e-mail
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram