Qual o efeito da Copa do Mundo na economia e nos seus investimentos?

9 de dezembro de 2022

Invista em algo diferente

Vem pra Fido »

Precisando de empréstimo?

Vem pra Fido »

Os jogos de futebom, no mundial, podem interferir inclusive nas negociações da Bolsa de Valores, por isso fique atento na hora de tomar decisões.

A cada quatro anos o futebol vira o protagonista mundial para quem gosta de esportes, mas você sabia que há relação entre a economia e a Copa do Mundo? Isso mesmo, os jogos podem gerar efeitos nas finanças e nos investimentos. Mas para que você não corra o risco e se dê mal, preparamos algumas dicas para fazer as melhores escolhas e usar o momento a seu favor. 

Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto. Neste artigo você vai ver:

  • O futebol está relacionado inclusive com investimentos;
  • Quanto foi investido no Catar para sediar a Copa;
  • Como a Copa impacta nos investimentos;
  • Como é possível minimizar os efeitos da Copa nos seus investimentos;
  • É recomendável reservar 10% do seu patrimônio para investir em ativos de risco. 

Futebol e os investimentos

Um dos esportes mais populares do mundo, o futebol faz parte do cotidiano e isso se intensifica em época de Copa do Mundo. De tão corriqueiro, não é incomum fazer ligações entre o esporte e as situações do cotidiano. As negociações de jogadores e até técnicos se assemelham à especulação da Bolsa de Valores. Ou seja, quanto mais notícias da oferta dos clubes aos atletas, mais aumenta o valor dos passes. Além disso, há também as análises de estatísticos e especialistas que ajudam os times a se valorizar. Muito semelhante ao que acontece no mundo dos investimentos.

Investimentos do Catar

A Copa do Catar já é considerada a mais cara de todos os tempos, com investimentos na casa dos US$ 220 bilhões, se comparar com o que foi gasto no Brasil o valor é 14 vezes maior. Esse montante, na maioria, é investido em infraestrutura como a construção de hotéis, transporte subterrâneo, estádios com climatização interna e aeroportos. Se analisarmos a economia e a Copa do Mundo, serão perceptíveis os impactos.  

Como a Copa impacta nos investimentos?

Falando em impactos nos investimentos, economistas fazem a separação em duas partes: ambiente de bolsa e economia. Vamos explicar cada um desses pontos resumidamente. 

Ambiente de Bolsa

Quando os jogos são disputados em horários de negociação das Bolsas de Valores, a atividade cai. Se a Seleção da casa estiver em campo, o reflexo é maior. Especialistas apontam que a queda é de 45% em jogos de outros times e 55% quando a Seleção Nacional entra em campo. As constatações foram feitas pelo Banco Central Europeu (BCE). 

As oscilações também são sentidas quando existe a marcação de gols, neste caso, quando se trata de jogo da Seleção da casa, a queda no número de negociações é 5% maior. No geral, a atividade da bolsa começa a sofrer interferência antes da partida começar e até 45 minutos depois do fim. O BCE também concluiu que a formação de preços é afetada em dias de jogos. 

Não negocie em dia de jogo

Diante de tudo isso, a dica é que em dias de jogos da Seleção não se façam transações. A probabilidade de que não haja volume suficiente de negociação, o que interfere no preço, é alta. Afinal, para alguém comprar uma ação é preciso gente disposta a vender.

Economia e Copa do Mundo

Os impactos da Copa do Mundo na economia são sentidos mais fortemente pelo país sede, principalmente em se tratando dos investimentos em infraestrutura. Setores como varejo, turismo e alimentação, por exemplo, podem influenciar positivamente a economia local, influenciando inclusive no aumento do PIB das cidades-sede. Porém, todo o impacto positivo está influenciado pela capacidade de financiamento privado e das necessidades de realocação dos gastos públicos. O banco Goldman Sachs também constatou que desde 1974, os mercados dos países que venceram o campeonato tiveram melhora de desempenho na média de 3,5% superior ao benchmark global.

Como minimizar os efeitos da Copa nos seus investimentos?

Listamos 4 dicas para amenizar os efeitos do mundial de futebol nos seus ativos:

Tenha uma estratégia

Em primeiro lugar, não importa o que irá acontecer, você precisa ter uma estratégia traçada para ter êxito nos investimentos e, o mais importante, segui-la. Sabendo como fazer a alocação do capital, de acordo com o seu perfil e objetivos, haverá margem para novos planos, se achar que vale a pena.

Diversifique a sua carteira

Em segundo lugar, nós já falamos várias vezes da necessidade de diversificação da sua carteira de investimentos. Se pensarmos no início da Copa, esse é um momento de volatilidade do mercado e por isso é essencial ter várias formas de investimentos. Aposte em aplicações financeiras de renda fixa e em ativos de renda variável. Assim, os riscos de perdas motivadas por notícias e demais interferências externas se tornam menores.

Esteja aberto às oportunidades

O momento pode ser propício para novas oportunidades, por isso é preciso estar atento a elas. Acompanhe o mercado, talvez você encontre boas ações em baixa e essa é a hora de comprar. Mas não esqueça de analisar o mercado como um todo para não entrar em nenhuma fria.

Reserve 10% para investir em ativos de risco

E por fim, lembre que os investimentos de alto risco são aqueles que não possuem previsibilidade ou até mesmo garantias de rentabilidade. Ou seja, quando você faz a aplicação não é possível saber qual será a margem de lucro ou de perdas. 

Mas o que chama a atenção dos investidores é a possibilidade de altos ganhos. Esse modelo é mais associado às rendas variáveis, que podem apresentar grandes variações de valorização em um tempo curto por conta das oscilações do mercado. Os especialistas aconselham que 10% dos investimentos sejam reservados para essa modalidade. Na hora de escolher seus ativos, procure a Fido, porque aqui quem decide o risco é você.

9 conselhos para não estourar o seu teto dos gastos em 2023

Atitudes simples podem ser o início para conseguir equilibrar as contas pessoais e ter um ano tranquilo e equilibrado. Todo o orçamento precisa de um teto de gastos. Essa expressão é muito comum quando se fala em contas públicas, porém é algo que deve ser observado inclusive nas contas familiares. Quer saber como não estourar […]

5 promessas de ano novo que a as pessoas dificilmente cumprem

Mudar a maneira de pensar e agir pode ser fundamental para alcançar êxito nas resoluções de fim de ano. 2023 está batendo na porta e com ele, as promessas de ano novo. Sejam elas, cuidar da saúde, das finanças, viajar, reclamar menos e agradecer mais. Enfim, a lista que se faz é enorme em todas […]

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de nossa Política de Privacidade e autoriza a Fido a utilizar suas informações de contato para envio de conteúdos.
A Fido existe pra você!
Geralmente, um banco só oferece um bom empréstimo para quem já tem dinheiro, não é mesmo? E quem precisa de uma ajuda nessas horas, encontra dificuldade, taxas escondidas e juros insustentáveis.
Já quem quer investir suas economias, escolhe entre aplicar em renda fixa, com rendimentos baixos, ou enfrenta a alta volatilidade da bolsa.
A Fido nasceu com o propósito de fazer o dinheiro fluir entre as pessoas. Acreditamos que a relação com o dinheiro deve ser equilibrada, com juros justos para quem precisa e rentável para quem investe.
Seja a transformação! Faça parte da comunidade Fido!
Conecte-se com a gente
contato@fido.com.vc
Entre em contato pelo site
Mantenha-se informado
Cadastre-se para receber nossos conteúdos e atualizações por e-mail
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram