13 despesas ocultas que não podem passar despercebidas durante o ano

26 de abril de 2022

Invista em algo diferente

Vem pra Fido »

Precisando de empréstimo?

Vem pra Fido »

Lidar com orçamento doméstico nem sempre é fácil. Muitas vezes, temos a sensação de que o mês é longo, mas o dinheiro é curto. Pensando nisso, apresentamos algumas dicas pra você conseguir ter um respiro até o fim do mês.

Durante o ano, despesas ocultas costumam consumir boa parte do orçamento familiar. E sabe o que é pior? Muitas vezes nem nos damos conta de que boa parte desse dinheiro poderia ser economizado caso apenas mudássemos algumas de nossas atitudes.

Foi pensando nisso que reunimos aqui 13 dessas despesas ocultas que roubam nosso dinheiro, e como é possível diminuir cada uma delas - em alguns casos até eliminá-las. 

Resumo do artigo:

  • Despesas ocultas que oneram o orçamento durante o ano;
  • Como reduzir (ou eliminar) boa parte delas;
  • Dica extra (você precisa colocar isso em prática!).

1. Pacote de serviços Bancários 

A primeira das despesas ocultas está nas contas correntes, elas costumam vir acompanhadas de um pacote de serviços. Eles contemplam saques mensais, uma quantidade limitada de folhas de cheque, TEDs, saques, entre outras transações bancárias que a instituição financeira disponibiliza para seus clientes.

No entanto, isso tem um custo. Por isso, vale a pena ver se realmente está usufruindo de todos os serviços disponibilizados. Para uma pessoa que não faz mais de cinco TEDs no mês, por exemplo, pra quê um pacote em que isso esteja previsto? Converse com o seu gerente e veja como reduzir tais serviços. E fique atento para não ultrapassar o limite dos serviços já disponíveis.

Vale ainda pesquisar as opções de bancos digitais, que normalmente não cobram mensalidade e nem alguns serviços como transferências, pagamentos e recebimentos.

2. Cartão de crédito

Apesar da facilidade do cartão de crédito, é fato que os juros cobrados quando há atraso são muito altos. E é justamente aqui que muita gente se embola. Comprou no crédito? Faça de tudo pra pagar em dia. E nada de atrasar ou pagar “o mínimo”, pois aí entrará no rotativo do cartão. Se você já tem dívida no rotativo, um empréstimo pessoal com juros mais baixos pode ser a solução para sair dessa bola de neve. Se não sabe o que é isso, clique aqui e veja os perigos de entrar nele.

3. Desconto no pagamento de impostos

Em alguns estados, taxas como o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) têm desconto para quem paga à vista. Por outro lado, para quem opta pelo parcelamento, o valor é “cheio”, ou seja, um gasto a mais que pode ser evitado. Se tiver dinheiro para pagar tudo de uma vez, faça-o. 

4. Gasolina x Álcool

Se você pensa que compensa abastecer com álcool por ele ser mais barato que a gasolina, está enganado. Para calcular se o derivado da cana-de-açúcar é mais vantajoso, faça o seguinte cálculo: divida o preço do litro do etanol pelo da gasolina. Resultado abaixo de 0,7 indica que vale a pena o álcool. Maior que 0,7, melhor encher o tanque com gasolina. 

Para ilustrar, com a gasolina a R$ 7,00, o álcool deveria estar em R$ 5,50 pra compensar. Eis um custo oculto que muitos não percebem. Mas, a partir de agora, basta fazer o cálculo!

5. Reajuste de Aluguel 

Já leu seu contrato de aluguel? Ele especifica qual índice será utilizado nos reajustes anuais. Normalmente, as imobiliárias optam pelo IGP-M. Mas em 2020 ele teve uma alta acumulada de 23,14%. E o índice acumulado de abril de 2021 até março de 2022 foi de 14,77%. Já imaginou ter seu contrato reajustado com esses valores? 

Nesse caso, vale a pena conversar com a imobiliária para tentar mudar esse índice; ou peça que o reajuste seja baseado em uma média com outros índices; ou, ainda, que o aumento seja calculado apenas sobre um percentual do total do IGP-M. 

Lembre-se: contratos podem ser constantemente negociados. Crie esse hábito!

6. Serviço de Telefonia e Internet

Você usa tudo o que sua operadora de telefonia oferece? Uma pessoa que não precisa de um pacote de internet tão grande, pode e deve negociar um valor mais em conta. Ou migrar para um plano mais barato. Isso, com certeza, vai fazer sobrar mais dinheiro na sua conta!

7. TV por Assinatura 

A mesma lógica do tópico anterior vale para cá também. Será que vale a pena ter uma TV por assinatura com 200 canais se você e sua família não têm tempo para assistir todos eles? Talvez migrar para um serviço de streaming (como a Netflix, Amazon Prime, Disney+, etc.) seja mais vantajoso. 

8. Luz acesa sem necessidade

Esse aqui é um dos campeões dos custos ocultos: a famosa luz acesa em cômodos vazios, sem ninguém. Crie o hábito de já sair do quarto “com a mão no interruptor”. Conscientize seus filhos, cônjuge e demais familiares sobre o quanto isso é importante.

Outros vilões de consumo são a geladeira e o ar-condicionado. Borrachas de vedação ressecadas e portas que não fecham direito fazem a geladeira consumir mais. Uma dica é colocar a mão embaixo da porta; se o chão estiver frio significa que há vazamento de ar. Quando for ligar o ar-condicionado, é importantíssimo manter as portas e janelas do ambiente bem fechadas. Barreiras como cortinas e película nos vidros também são bem-vindas para diminuir a carga solar no ambiente.

9. Torneira aberta

Há uma tendência mundial para que o preço da água fique cada vez mais caro. Por isso, faça todo o possível para economizar: quando estiver escovando o dente, feche a torneira! Estabeleça um tempo fixo para o seu banho: de 5 a 10 minutos já são o suficiente. O pinga pinga da torneira é outro vilão que faz seu dinheiro escorrer pelo ralo. Então, seja uma sentinela dos vazamentos! Verifique constantemente a vedação das torneiras e descargas.

10. Alimentação

Não sei como é na sua casa. Mas o brasileiro desperdiça muita comida. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), 30% dos alimentos produzidos no mundo são perdidos. Dito isso, faça regularmente uma “ronda” na sua despensa para ver quais alimentos estão próximos do vencimento - e consuma aqueles que estão pra vencer mais rápido. Outra dica é preferir os produtos da estação, são mais baratos e mais nutritivos. Alimento custa caro. Lembre disso!

11. Promoções 

Supermercados, açougues, padarias e até farmácias costumam fazer promoções regulares dos seus produtos. Aproveitar esses descontos podem trazer um impacto significativo no fim do mês, com mais dinheiro sobrando pra você e sua família. Mas atenção à regra de ouro: só compre o que você realmente necessita. Não adianta comprar 5 litros de isotônico se você não bebe isso!

12. Comércio local 

Há um mito de que produtos vendidos em comércios locais (de bairro) são mais caros do que aqueles comercializados nos grandes supermercados. Em alguns casos, até pode ser verdade. Mas será que o deslocamento até o centro da cidade para ir ao supermercado compensa? Às vezes, o dinheiro economizado com um produto vai embora na gasolina!

13. Medicamentos 

Medicamento não é “tudo a mesma coisa”. Disso estamos cientes. Há doenças que tem que ser “aquele” remédio específico… e nem adianta trocar por outro semelhante.

Porém, é possível optar por um genérico (que contém a mesma formulação). Há ainda medicamentos com fórmulas diferentes, com o mesmo efeito, só que mais baratos. Nesses casos, é interessante consultar seu médico se não valeria a pena fazer a troca.

Dica extra - Muito importante!!!

A dica extra para evitar despesas ocultas, e todas as demais é: só gaste aquilo que ganha. Não faça dívidas acima da renda familiar. Diga NÃO ao excesso de consumo. E, se possível, reserve uma parte da sua renda para um fundo de emergência - que poderá ser usado em caso de doenças ou outros imprevistos. Como disse Warren Buffett, “a diferença entre pessoas bem sucedidas e pessoas realmente bem sucedidas é que as pessoas realmente bem sucedidas dizem não para quase tudo”.

9 conselhos para não estourar o seu teto dos gastos em 2023

Atitudes simples podem ser o início para conseguir equilibrar as contas pessoais e ter um ano tranquilo e equilibrado. Todo o orçamento precisa de um teto de gastos. Essa expressão é muito comum quando se fala em contas públicas, porém é algo que deve ser observado inclusive nas contas familiares. Quer saber como não estourar […]

5 promessas de ano novo que a as pessoas dificilmente cumprem

Mudar a maneira de pensar e agir pode ser fundamental para alcançar êxito nas resoluções de fim de ano. 2023 está batendo na porta e com ele, as promessas de ano novo. Sejam elas, cuidar da saúde, das finanças, viajar, reclamar menos e agradecer mais. Enfim, a lista que se faz é enorme em todas […]

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de nossa Política de Privacidade e autoriza a Fido a utilizar suas informações de contato para envio de conteúdos.
A Fido existe pra você!
Geralmente, um banco só oferece um bom empréstimo para quem já tem dinheiro, não é mesmo? E quem precisa de uma ajuda nessas horas, encontra dificuldade, taxas escondidas e juros insustentáveis.
Já quem quer investir suas economias, escolhe entre aplicar em renda fixa, com rendimentos baixos, ou enfrenta a alta volatilidade da bolsa.
A Fido nasceu com o propósito de fazer o dinheiro fluir entre as pessoas. Acreditamos que a relação com o dinheiro deve ser equilibrada, com juros justos para quem precisa e rentável para quem investe.
Seja a transformação! Faça parte da comunidade Fido!
Conecte-se com a gente
contato@fido.com.vc
Entre em contato pelo site
Mantenha-se informado
Cadastre-se para receber nossos conteúdos e atualizações por e-mail
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram