Dia das Crianças: precisamos falar sobre educação financeira para os pequenos

7 de outubro de 2022

Invista em algo diferente

Vem pra Fido »

Precisando de empréstimo?

Vem pra Fido »

Seu filho começa a entender a importância do dinheiro depois dos sete anos, mas a educação pode começar antes.

Os pequenos absorvem conhecimento com muita facilidade, isso vale também para ensinar educação financeira para crianças. Por isso, especialistas do mundo inteiro falam que essa é a melhor idade para começar a aprender sobre o assunto, afinal tudo que você quer é saber que os seus filhos não vão repetir os mesmos erros que você cometeu. 

Confira as dicas que preparamos para você começar agora mesmo a conversar desde cedo com os pequenos sobre dinheiro. Neste artigo você vai ver:

  • Quando começar a ensinar seu filho sobre educação financeira?
  • Que o exemplo é a melhor forma de ensinar;
  • A necessidade de mostrar o esforço necessário para se ganhar dinheiro;
  • As melhores formas de estimular recompensas para seus filhos;
  • As crianças nascem com veia empreendedora que precisa ser estimulada;
  • A importância de consultar um blog de educação financeira.

Quando começar a ensinar?

Essa talvez seja a grande pergunta que você está se fazendo quando começou a ler esse artigo. Quando devo começar a ensinar educação financeira para crianças? Especialistas apontam que os pequenos começam a entender melhor o conhecimento sobre dinheiro a partir dos sete anos, mas você pode começar a ensinar a importância da educação financeira antes, já por volta dos dois anos e meio. 

Em entrevista à CNN, a especialista em educação financeira, Cássia D’Aquino, diz que nessa idade já é possível começar a entender a relação dos pais com o dinheiro. 

“As crianças têm veia empreendedora. Muitas se sentem motivadas a vender brigadeiro no colégio ou fazer pulseirinhas. A criança inventa maneiras diferentes porque está interessada em aprender”, afirma Cássia.

Ensine pelo exemplo

A primeira e principal dica na educação financeira para crianças é essa: seja exemplo. As crianças costumam repetir o cenário que veem dentro de casa. Por isso, convide seus filhos a conhecerem o orçamento doméstico. Mostre a eles a importância de se economizar em pequenas ações, como desligar a luz ao sair de um cômodo ou adquirir hábitos para a economia de água. 

Mostre que esse tipo de atitude pode render bons frutos e pequenas recompensas, como comprar aquele brinquedo que ele tanto sonha. Aqui fica uma dica do especialista Gustavo Cerbasi. Para ele, é preciso que os pais façam esse exercício de forma lúdica, respeitando a idade das crianças. Se ela não quiser participar, é importante respeitar. Se fizer da forma correta, os pais vão conseguir integrar os filhos de maneira natural.

Mostre o esforço necessário para ganhar dinheiro

Quando a gente fala em educação financeira para crianças, é preciso pensar que para elas, ganhar dinheiro é uma tarefa fácil. Ou até saber que elas não têm noção de onde vem o dinheiro ou que um cartão de crédito, por exemplo, é a solução de todos os problemas.

A criança pode saber mais sobre seu trabalho, explique que você precisa acordar cedo e abrir mão de estar com ela para poder dar a ela uma vida melhor. Pode até parecer um clichê, mas ensinando da forma correta, ela vai entender.

Nesse ponto, entra a implementação da mesada. Por exemplo, mostre que se o seu filho gastar todo o dinheiro de uma vez só, sem planejamento, ele pode sofrer no futuro. Ensine que se ele poupar parte da mesada, pode comprar o videogame que ele tanto quer, por exemplo.

Pense em recompensas por esforço

Pensando no que acabamos de falar, na importância da criança saber o esforço que você faz para equilibrar o salário com as contas da casa, pense em formas de estimular ele ou ela a fazer o mesmo. Por exemplo, mostre que se ele for bem na escola, tirar uma nota boa naquela disciplina que ele não vai tão bem, pode ser recompensado com dinheiro. A criança vai começar a relacionar que para ela ganhar mais, vai precisar se esforçar e que nada cai do céu.

Estimule a veia empreendedora

Contamos no início do texto que todo mundo nasce com uma veia empreendedora, porque a gente gosta de ver o resultado do nosso esforço dando certo. Na educação financeira para crianças, aproveitar essa característica é muito importante. Incentive que seus filhos exerçam a criatividade, como fazer doces para vender, por exemplo.

Uma outra dica interessante: estamos às vésperas da Copa do Mundo e o álbum de figurinhas é uma das grandes febres do momento. Leve seu filho para fazer troca de figurinhas, mostre a importância de que em uma negociação, o ideal é que os dois lados saiam ganhando.

Consulte blog de dicas financeiras e explique para seus filhos

Há muito conteúdo de qualidade na internet que você pode consultar para ter dicas de orçamento doméstico e organização financeira. Aproveite para estudar e ensinar para os pequenos a importância de se começar a pensar no futuro desde cedo. Traduza para a linguagem delas aquilo que você lê, as crianças adoram quando os pais querem ensinar algo da realidade deles, afinal elas querem se sentir inseridas no dia a dia da família. Por isso, sugerimos que você siga nos acompanhando, temos conteúdos frequentes de educação financeira que podem ser muito úteis para você e sua família.

Compras de Natal: 7 estratégias para não se endividar

Com o fim do ano chegando, aumentam os gastos e por isso é necessário ficar atento para manter o orçamento em equilíbrio. Depois de um ano atípico, com guerras, eleições e crises, o fim de ano surge para dar novo fôlego às compras de Natal. Com as festas entre amigos e reencontros familiares, o comércio […]

4 lições que aprendemos com o mercado de figurinhas da Copa

Vamos aproveitar a febre da Copa do Mundo para aprender algumas lições de economia para nosso dia a dia. O futebol é o esporte mais popular do planeta e em época de Copa do Mundo o mercado de figurinhas ganha corpo. Geralmente o esporte  é usado como analogia para tudo o que acontece ao nosso […]

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de nossa Política de Privacidade e autoriza a Fido a utilizar suas informações de contato para envio de conteúdos.
A Fido existe pra você!
Geralmente, um banco só oferece um bom empréstimo para quem já tem dinheiro, não é mesmo? E quem precisa de uma ajuda nessas horas, encontra dificuldade, taxas escondidas e juros insustentáveis.
Já quem quer investir suas economias, escolhe entre aplicar em renda fixa, com rendimentos baixos, ou enfrenta a alta volatilidade da bolsa.
A Fido nasceu com o propósito de fazer o dinheiro fluir entre as pessoas. Acreditamos que a relação com o dinheiro deve ser equilibrada, com juros justos para quem precisa e rentável para quem investe.
Seja a transformação! Faça parte da comunidade Fido!
Conecte-se com a gente
contato@fido.com.vc
Entre em contato pelo site
Mantenha-se informado
Cadastre-se para receber nossos conteúdos e atualizações por e-mail
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram