Será que vale a pena fazer um empréstimo para pagar minhas dívidas?

9 de março de 2021

Invista em algo diferente

Vem pra Fido »

Precisando de empréstimo?

Vem pra Fido »

Antes de optar por pegar dinheiro emprestado, é importante saber o valor dos juros e o prazo de pagamento.

Você sabe quando é indicado fazer um empréstimo? Essa pergunta vem de encontro àqueles momentos em que por algum motivo foram adquiridas dívidas e você se pega pensando se seria melhor pegar emprestado dinheiro e pagar tudo o que se deve, ficando com uma única parcela. Porém, nessas horas é necessário analisar alguns fatores como, por exemplo, juros (da dívida atual e do empréstimo), prazo de pagamento e modelo do empréstimo.

Continue a leitura para saber mais sobre o assunto. Neste artigo você vai:

  • Saber se é e quando é vantajoso fazer um empréstimo;
  • Ter um panorama sobre o endividamento das famílias brasileiras;
  • Aprender que nem sempre ter dívida é algo ruim;
  • Analisar os prós e contras de tomar um empréstimo;
  • Entender as diferentes modalidades de empréstimo;
  • Saber que pode contar com a Fido para organizar a sua vida financeira.

Cresce endividamento das famílias brasileiras

Os resultados de maio divulgados pela Pesquisa de Inadimplência e Endividamento do Consumidor (Peic) apontam que 77,7% das famílias brasileiras estão endividadas. O estudo é feito mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e os dados mostrados naquele mês são os mais altos da série histórica que iniciou em 2010. 

Uma das dívidas mais comuns entre as famílias, é a do cartão de crédito, que corresponde a 88,8% do total, recorde do indicativo. Financiamentos de carros e casas também aparecem entre as principais.

Nem toda dívida é algo ruim

É bom o tomador ter em mente que não há nada de errado em ter dívidas. Aliás, em muitos dos casos é por meio delas que se faz aquisições, como no caso da compra de bens como imóveis e automóveis. Inclusive, uma pesquisa da CNC aponta que sete em cada dez brasileiros possuem algum tipo de dívida

O problema está no descontrole em relação aos gastos. Adquirir dívidas desnecessárias podem fazer a sua vida financeira virar uma bola de neve, sendo difícil colocá-la novamente em ordem. Por isso, antes de fazer uma dívida, pense no quanto ela vai impactar o seu orçamento.

Quando o empréstimo é uma boa opção

Fazer empréstimo pode ser uma solução quando se tem urgência em quitar débitos. Porém, é necessário analisar se os juros da nova dívida não serão maiores do que o das anteriores. E ainda, se compensa assumir um tempo maior de endividamento, por exemplo.

Há também quem faz empréstimo para conquistar algo que não seria possível fazer de imediato, por exemplo, a reforma de um imóvel. Sendo assim, se você tiver planejamento e clareza, optar por um empréstimo pode ser uma boa alternativa.

Fique atento a alguns fatores

Se você está pensando em tomar um empréstimo, é preciso fazer algumas avaliações antes de fechar o acordo. Fique atento às dicas a seguir.

Juros da dívida x juros do empréstimo

Há algumas dívidas caras como, por exemplo, o cheque especial e cartão de crédito, isso porque a taxa de juros cobrada do tomador é mais alta do que a média. No caso do cartão, se você passar a pagar apenas o mínimo da fatura, aumentará em 329% a sua dívida ao final de um ano. Nestes casos, vale a pena estudar fazer um empréstimo com juros menores para ter mais equilíbrio financeiro.

Desconto para quitar uma dívida

Em segundo lugar, é importante saber que há algumas instituições que dão descontos aos tomadores quando há a quitação total da dívida. Nestes casos, vale a pena avaliar antes de fazer um empréstimo. Principalmente se os juros forem menores.

Tempo de endividamento

Outro ponto a ser considerado é o tempo de endividamento. Fazer um empréstimo para se livrar de uma dívida, mas adquirir outra que vai levar muito mais tempo para ser quitada não parece ser a melhor opção. Não desconsidere esse fator na hora de negociar.

Limpar o nome

E por fim, sabemos que estar negativado não é uma situação confortável. Afinal, estar sem crédito impõe há dificuldade em fazer aquisições. Se você está passando por essa situação, há de considerar fazer um empréstimo para recuperar o seu nome. Há instituições que fornecem empréstimo para negativados, mas não esqueça de avaliar as taxas de juros antes de tomar a decisão.

Nem todo empréstimo é igual, entenda as diferenças

Há vários tipos de empréstimos e inclusive, em algumas vezes, você nem sabia que estava fazendo um.

Empréstimo consignado

Em primeiro lugar, destacamos o empréstimo consignado. Suas parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento, da aposentadoria ou de algum benefício, como a pensão, de quem contrata.

Empréstimo pessoal

Em segundo lugar, temos o empréstimo pessoal, que feito entre o tomador e uma instituição financeira.

Cheque especial

É um limite fornecido pela instituição bancária em que o cliente utiliza quando deixa a conta negativa. Em alguns casos, não há cobrança de juros se ele for pago em um número determinado de dias, mas isso varia conforme a instituição.

Financiamento

Contratado entre o cliente e a instituição financeira, o dinheiro fornecido por quem está dando o empréstimo só pode ser usado para um fim determinado. O mais comum é a aquisição de algum bem, por exemplo, imóvel, veículo ou móveis. O próprio bem fica como garantia até a quitação do empréstimo.

Refinanciamento de dívidas

E por fim, temos o refinanciamento de dívidas, ele ocorre quando o tomador decide refinanciar um bem para assim receber uma parte em dinheiro ou diminuir o valor das parcelas (aumentando o prazo de pagamento). Ou seja, ele também está fazendo um tipo de empréstimo.

Conte com a Fido

Precisa fazer um empréstimo? A Fido pode te ajudar. Contamos com opções para aproximar quem precisa de dinheiro de quem quer investir nas pessoas. Sem burocracia ou taxas de juros abusivas. Acesse o nosso app e saiba mais sobre as modalidades de empréstimos que a Fido oferece.

9 conselhos para não estourar o seu teto dos gastos em 2023

Atitudes simples podem ser o início para conseguir equilibrar as contas pessoais e ter um ano tranquilo e equilibrado. Todo o orçamento precisa de um teto de gastos. Essa expressão é muito comum quando se fala em contas públicas, porém é algo que deve ser observado inclusive nas contas familiares. Quer saber como não estourar […]

5 promessas de ano novo que a as pessoas dificilmente cumprem

Mudar a maneira de pensar e agir pode ser fundamental para alcançar êxito nas resoluções de fim de ano. 2023 está batendo na porta e com ele, as promessas de ano novo. Sejam elas, cuidar da saúde, das finanças, viajar, reclamar menos e agradecer mais. Enfim, a lista que se faz é enorme em todas […]

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de nossa Política de Privacidade e autoriza a Fido a utilizar suas informações de contato para envio de conteúdos.
A Fido existe pra você!
Geralmente, um banco só oferece um bom empréstimo para quem já tem dinheiro, não é mesmo? E quem precisa de uma ajuda nessas horas, encontra dificuldade, taxas escondidas e juros insustentáveis.
Já quem quer investir suas economias, escolhe entre aplicar em renda fixa, com rendimentos baixos, ou enfrenta a alta volatilidade da bolsa.
A Fido nasceu com o propósito de fazer o dinheiro fluir entre as pessoas. Acreditamos que a relação com o dinheiro deve ser equilibrada, com juros justos para quem precisa e rentável para quem investe.
Seja a transformação! Faça parte da comunidade Fido!
Conecte-se com a gente
contato@fido.com.vc
Entre em contato pelo site
Mantenha-se informado
Cadastre-se para receber nossos conteúdos e atualizações por e-mail
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram